jueves, 10 de enero de 2013

POEMAS EM PORTUGUÊS (4).

 


ORGULHOSAMENTE NÓS

"Orgulhosamente nós!"
Assim quero que se fale,
No meu caro Portugal,
Pátria da minha irmandade.


Orgulhosamente seu,
Imperial foi o luso,
E as lendas tropicais,
Acho-as em triunfo.


A cruz no alto fala,
Da grande febre de navegar,
Cruz da Ordem de Cristo:
Chama ao caminho de Portugal!


"Orgulhosamente nós!”,
Há que dizer na doce língua,
Que foi bandeira de Camões,
Testemunha de grandeza antiga.


Eu estou orgulhoso,
De ser teu vizinho,
Vizinho do Algarve,
De que gosto desde menino.


Orgulhosamente teu,
Orgulhosamente portuguesa,
Orgulhosamente livre,
A tua abençoada terra.


"Orgulhosamente nós",
Orgulhosamente Portugal,
Que é como um fino lenço
Cercando as ondas do mar.





ANTONIO MORENO RUIZ: UNA POESÍA BRASILEÑA.


ANTONIO MORENO RUIZ: UNA POESÍA BRASILEÑA (2).


PORTUGAL: SEMPRE NA INSPIRAÇÃO


PORTUGAL: SEMPRE NA INSPIRAÇÃO (2).



PORTUGAL: SEMPRE NA INSPIRAÇÃO (3).


SAUDADE DE PORTUGAL.



SAUDADE DE PORTUGAL (II).


SAUDADE DE PORTUGAL (III).


SAUDADE DE PORTUGAL (IV).

  
ENTRE A SAUDADE DE PORTUGAL E UMA POESIA BRASILEIR...

SAUDADE DE PORTUGAL (V).
 
SAUDADE DE PORTUGAL (VI).

POEMAS EM PORTUGUÊS.


POEMAS EM PORTUGUÊS (2).



POEMAS EM PORTUGUÊS (3).